Arquivo da tag: Eficiência

Disponibilidade para Servir

“Servir é uma arte.”
“Liderar é servir.”

Churrasco

Churrasquinho trivial


Realmente, servir não é coisa fácil, para alguns.
Se colocar a serviço do outro, seja servindo um prato, uma bebida, oferecendo ajuda, criando ambiente favorável, superando bobagens, é para ser natural. Mas algumas pessoas têm imensas dificuldades em lidar com isso.
Ouvimos muitas vezes que a qualidade dos serviços no Brasil (na Bahia é muito comum) deixa a desejar, que as pessoas são pouco qualificadas, que o nível educacional compromete a oferta de serviços. Mas, pouco se fala sobre a vocação para servir.
A lógica do servir é a mesma de algumas religiões: se colocar a serviço do outro, com as suas prioridades colocadas depois da prioridade do outro. Dar prioridade para o outro. Sem considerar isso sacrifício, muito pelo contrário: servir é um prazer. Fazer o outro atendido, satisfeito, ajudado, tem um valor imenso.
Desde os meus 12 anos de idade, faço churrasco. Coisas de gaúcho. Aprendi vendo meu pai e meus tios fazendo. Um dia comecei a fazer. Tradição de família. Foi uma aventura. Até hoje, muitos acham que meu maior prazer é fazer o fogo, ou espetar a carne, ou salgar, ou virar o espeto, ou cortar lascas. Sem falar em afiar a faca, poder escolher o som que toca durante o preparo, e a altura das caixas de som. Ou por conta das biritas consumidas durante o preparo.
Vou confidenciar: o maior prazer do churrasco é servir. Ter o trabalho prévio de escolher e comprar os ingredientes, gastando $, ficar sujo de carvão, carregar materiais, acertar as chamas, espetar as carnes, ouvir cobranças do tipo “vai demorar?”, “está pronto?”, “já dá para tirar um pedaço?”, “que horas começou?”. Tudo isso é apenas a preparação para um pequeno momento sublime: o servir. Fazer a alegria das criança e dos adultos com o resultado do seu esforço. “Esse salsichão está uma delícia!”, “Essa picanha é da diretoria”, “Essa carne está desmanchando de tão macia”, “Essa carne está manteiga”.
Ser digno de elogios, não apenas por ter disponibilizado o alimento, mas por ter feito bem a tarefa, com cuidado, com carinho, servindo com a maior gentileza possível.
Quem não consegue perceber a beleza de servir, e todo o esforço prévio que isso exige, nunca vai conseguir ficar contente em servir.
Vejo que muitas pessoas ainda não foram contaminadas pelo espírito do servir.
Adiante o passo.
É muito bom.
A satisfação dos outros gera energia positiva para você.
Pratique.
De verdade.
Com o coração no comando.
E sinta esse poder do servir.